• contato@analyticsbr.com.br

Categoria: IoT

Infográfico completo sobre IoT – Internet of Things

Bem, conforme prometemos alguns dias atrás, hoje disponibilizaremos o infográfico completo sobre IoT para vocês.

Particularmente gostei muito do resultado final sem falar no trabalho enorme que deu.

Com esse infográfico sobre IoT, será simples e fácil de entender o que é, como funciona e o impacto de IoT sobre nossas vidas.

Clicando aqui, vocês poderão fazer download do infográfico completo sobre IoT para estudarem ou utilizarem em outros fins, porém só pedimos a gentileza de citar as fontes.

Espero que gostem e seja bastante útil para vocês assim como foi para mim.

Abaixo uma pequena amostra do que irão encontrar fazedo o download completo.

Comentem, façam sugestões no espaço abaixo e fiquem à vontade para compartilharem em suas redes sociais.

Até a próxima.

infográfico sobre IoT

Pequena amostra do infográfico sobre IoT

Entendendo IoT – Parte final – Tamanho do mercado

Finalizando a sequência de posts explicando o que é IoT (Internet of Things), vamos falar um pouco do tamanho do mercado estimado, conforme análises de especialistas.

Se você perdeu as partes anteriores dos textos, aqui estão os links para pegar desde o começo, Entendedo IoT parte I e Entendendo IoT parte II.

A idéia desse texto é mostrar um pouco dos números que a tecnologia de IoT irá movimentar nos próximos anos e eu já posso adiantar que são impressionantes. Na verdade eles são proporcionais à importância que essa tecnologia já tem no mundo atual, mas sem dúvidas irá crescer exponencialmente.

Tamanho do mercado – Devices

Quando falamos do tamanho de mercado temos de separar em duas métricas, uma é o número de dispositivos conectados e a outra sem dúvidas é o volume de dinheiro estimado que será movimentado. No infográfico abaixo, conseguimos ver um pouco da dimensão dos dispositivos.

 

Grafico numero devices

Infográfico gentilmente cedido por Postscapes.

Os números realmente impressionam e observem que não estão inclusos os telefones celulares nesses 8 bilhões de devices (dispositivos).

Também é interessante observar o crescimento estimado da base instalada que é algo muito grandioso.

Também é importante ressaltar que IoT estará em todos os lugares inclusive monitorando o nosso próprio corpo. Muitas pessoas já usam gadgets que monitoram o número de passos dados, batimentos cardíacos, qualidade do sono entre outras, isso significa dizer que de alguma forma já estamos usando IoT, mesmo que de maneira tímida.

O que temos praticamente certeza é que IoT veio para ficar e crescer muito ainda.

 

Tamanho do mercado – Impacto nos negócios

 

É bastante óbvio deduzier que os números generosos do volume de devices irá impactar fortemente os valores financeiros. A estimativa feita pela Harbor Research e Postscapes é de que 1 trilhão de dólares será movimentado até 2020.

Conforme o infográfico abaixo, podemos ter uma visão mais clara do que é esperado e qual será a participação de cada setor nesse volume financeiro.

É um bom ponto a ser analisado por você que está entrando no mercado de trabalho de tecnologia ou que já faça parte dele. Tem muita oportunidade surgindo com IoT.

 

Tamanho do mercado de IoT

Infográfico gentilmente cedido por Postscapes

 

Acho que agora ficou bastante claro porque tem tanta gente falando de IoT. Os números não mentem e os benefícios estão bem claros.

Entendo que no Brasil ainda temos um caminho árduo para tornar isso tudo uma realidade, principalmente porque num dos principais pilares dessa tecnologia, a conectividade, nós temos problemas sérios de infraestrutura. Por ser um país continental há muitos lugares que ainda não possuem internet de qualidade e sem ela, não há como seguir adiante.

Num próximo post irei falar um pouco sobre o plano brasileiro para IoT. O governo brasileiro já está trabalhando nisso, com o apoio do BNDES. Talvez os problemas básicos sejam sanados num prazo menor. O certo é que não podemos ficar de fora desse mercado e de alguma maneira temos de superar as dificuldades para conseguir pegar um pedaço do bolo.

Espero que tenha sido útil para vocês essa série de posts. Me esforcei bastante para deixar tudo o mais simples possível, porém sem perder a qualidade da mensagem.

Em breve disponibilizarei para download o infográfico completo que conta a história da Internet das Coisas ou IoT. Ele está com muito mais informações dos posts e acredito que vocês irão gostar.

E para não perder nenhuma informação, inscreva-se na lista de emails e mantenha-se atualizado de tudo que for postado. Também quero encorajá-los a interagirem conosco, mandando suas sugestões, feedbacks e comentários. Eles sempre serão bem vindos. O que será bem vindo também é o compartilhamento do post se você gostou.

Até o próximo.

Entendendo IoT – Parte II – Interação

Conforme prometido, vamos dar sequência ao assunto IoT e hoje vamos falar sobre a interação entre os três pilares (sensores, conectividade, processos e pessoas) citados no texto anterior Entendendo IoT – Parte I, com os dispositivos, aplicações e alguns exemplos.

Interação dos dispositivos

O que observamos quando olhamos ao nosso redor é que cada dia surge um novo tipo de dispositivo que são chamados de “inteligentes”. São relógios, carros, interruptores, celulares e assim por diante. Conforme vemos na parte do gráfico abaixo, a interação entre os pilares permite que esses gadgets se transformem em inteligentes, pois eles conseguem entender várias situações, transmitirem para uma central e com isso permitir a tomada de decisões.

Pode ser desde um termostato que entende a temperatura ideal quando você não está em casa, alugando um carro diretamente num aplicativo, fazendo todo monitoramento dos seus sinais vitais através de um relógio, tomadas que desliguem os aparelhos eletroeletrônicos que não estão em uso ou um aplicativo que monitora as vagas para estacionamentos livres e enviam para seu celular o local exato para estacionar.

 

Grafico sobre interacao de dispositivos

Gráfico gentilemente cedido por Postscapes

 

Aplicações

É natural que quando consegue-se obter esses dados em tempo real, diretamente dos dispositivos, começem a surgir também aplicações para utilização deles, transformando-os em informações e com isso facilitando a tomada de decisões, que podem ser executadas pelos próprios dispositivos conectados, criando assim uma mão de via dupla.

Algo que se fosse dito alguns anos atrás pareceria ficção científica, hoje já está se tornando trivial graças a essas aplicações e dessa forma conseguimos deixar nossas casas, transportes, saúde, construções e cidades bem mais inteligentes.

Conforme você pode ver na parte do infográfico abaixo, os nosso hábitos de consumo e nossas casas serão totalmente transformados.

Nosso conceito de transportes e mobilidade também será fortemente impactado com as mudanças, pois poderemos sair de casa já sabendo onde iremos estacionar.

Nossa saúde poderá ter muitos benefícios com esses gadgets, onde os cuidados com os pacientes serão revolucionados.

As construções e a área de infraestrutura também colherão enormes benefícios por conta da forma diferente que irão gerenciar e monitorar os itens que compõem um obra.

E juntando cada pedacinho desses tópicos, obviamente transformaremos o ambiente que estamos inseridos, deixando nossas cidades e indústrias totalmente inteligentes, podendo melhorar todos os serviços oferecidos por elas.

 

Gráfico gentilmente cedido por Postscapes

 

 

Exemplos de Uso

E quando as aplicações desenvolvidas são integradas fica perfeitamente possível juntar os assuntos para formarem novas soluções. No gráfico abaixo fica bem claro e visível os benefícios que essas junções trarão para o nosso dia a dia.

Gráfico gentilmente cedido por Postscapes.

 

Conforme pudemos observar ao longo desse segundo post, IoT é algo que se já não está, em breve estará na sua vida de alguma maneira. Talvez nem saberemos que estamos sendo monitorados por algum dispositivo, porém a certeza que tenho é que iremos utilizá-la.

Em breve estarei postando a terceira e última parte sobre IoT. Assine nossa newsletter para receber o aviso por email assim que o texto estiver disponível. Deixe seus comentários abaixo, eles sempre serão bem vindos e tenho a convicção que serão enriquecedores.

Para quem perdeu a primeira parte dessa série de posts, clique aqui e leia desde o começo.

Até o próximo!

* The Infographic was created under a CC Attribution license and can be used with an attribution credit to both Postscapes.

Entendendo IoT – Parte I

Vamos falar um pouco sobre um tema em grande evidência. IoT, ou Internet of Things. Mas o que é isso? Qual sua utilidade? Qual é o seu impacto na minha vida?

Bem, vou tentar responder essas perguntas de maneira mais simples possível e para que eu consiga ser didático e não cansá-los usarei infográficos e dividirei esse conteúdo em 3 posts. Vamos lá.

Internet of Things foi um termo que foi cunhado pelo britânico Kevin Ashton por volta de 1999, que em suas pesquisas sobre a tecnologia RFID percebeu que conseguiria conectar objetos físico (coisas) à internet e assim fazer com que interagissem entre si ou com a internet.

Hoje temos a clareza de que IoT será algo muito maior que simplesmente fazer objetos se comunicarem entre si. Objetos e sistemas inteligentes conectados são um fenômeno tecnológico e econômico de escala sem precedentes, onde podemos chegar a bilhões ou trilhões de dispositivos conectados e que impactarão diretamente o mundo e consequentemente nossas vidas.

De acordo com o site Postscapes , percebemos que IoT é composta por três grandes pilares.

Abaixo irei detalhar um pouco mais cada um deles.

1 – Sensores

São na maioria das vezes, minúsculos dispositivos embarcados em objetos que usamos no nosso dia a dia  e que produzem muitos dados sobre todas essas “coisas”. E com isso, nós mesmos acabamos dando vida à um nervoso mundo digital. Observe que hoje temos sensores que conseguem entender nossa presença, posição/lugar onde estamos (GPS), proximidade, movimento, velocidade, deslocamento, temperatura, umidade, som, vibração, substâncias químicas, fluxo, força, carga, pressão, nível de líquido, vazamentos, elétricos, magnéticos, aceleração, inclinação e luminosidade de ambientes.

Conforme vemos no infográfico abaixo, os sensores conseguem captar, alguns armazenam alguma coisa e na sequência (com a ajuda do próximo pilar), transmitir os dados de todo esse ecossistema

 

IoT Sensosres

Infográfico dos sensores. Gentilmente cedido por Postscapes.

 

2 – Conectividade

De nada serviria os dados produzidos pelos sensores se esses não pudessem ser transmitidos e armazenados em algum lugar e para isso, necessitamos de conectividade para transmissão. Para termos uma idéia bem resumida de como isso é feito,  transmitimos dados por satélite, celular, 3G, 4G, GSM, Edge, wifi, bluethooth, ANT, RFID, QR Code, protocolos IPV4, IPV6, UDP, HTTP, Sockets, Rest, API’s, PAN (Personal Area Network), LAN, MAN, WAN e no final do dia acabará criando uma rede interplanetária. Na segunda parte do infográfico temos a visão clara de como esse processo ocorre.

 

IoT conectividade

Infográfico da conectifidade. Gentilmente cedido por Postscapes.

 

3 – Pessoas e processos

Esses dados produzidos pelos objetos conectados à rede necessitam ser integrados, devidamente tratados e armazenados de maneira que possa ajudar na tomada de decisões. Dessas informações saem diversos insights para os gestores, seja do mundo privado ou do poder público, no tocante ao relacionamento com o cidadão, com o cliente, auxiliar na rastreabilidade/localização de objetos, atualizações, upgrades, monitoramento, controle, automação, segurança e criação de diversos aplicativos para dispositivos móveis que irão facilitar o consumo dessas informações.

No infográfico abaixo, fica bastante claro como se dá essa interação e onde cada parte se encaixa.

 

 

IoT processos

Infográfico dos processos. Gentilmente cedido por Postscapes.

Essa foi a primeira parte, onde tentei mostrar o conceito e um pouco de como IoT funciona. No próximo post falarei sobre a interação entre os dispositivos, a diversidade de novas aplicações que estão surgindo e alguns exemplos de aplicabilidade. Fique atento.

Se gostou deixe seus comentários abaixo (feedbacks são sempre bem-vindos), inscreva-se no mail list e receba as novidades em primeira mão sempre que tiverem e compartilhe com quem você acha que esse texto pode ajudar.

* The Infographic was created under a CC Attribution license and can be used with an attribution credit to both Postscapes.