• contato@analyticsbr.com.br

Arquivo da tag business Intelligence

SAP BusinessObjects 4.2 SP04 e o novo Launchpad

Como falamos num post anterior há muita novidade no SAP BusinessObjects 4.2 SP04 e para você que, assim como eu, está curioso nós iremos mostrar algumas telas de como ficou o novo launchpad, redesenhado com o cara do SAP Fiori. O que posso adiantar é que particularmente gostei demais do que vi.

Sem muita delonga vamos direto ao que interessa, iniciando pela tela de login.

Login

Essa é a nova tela de login.

Launchpad SP04

Tela de login

BI Launchpad

Agora a nova tela inicial do Launchpad. Notem como ficou bem mais moderna, com layout leve e clean.

Tela do Launchpad após login

 

Como eu gostei muito de um artigo escrito pelo Xavier Polo da Seidor no Linkedin, irei aproveitar algumas telas que ele disponibilizou lá para compartilhar com vocês aqui. Observem que você pode customizar com a visão que melhor lhe convém.

Visão em lista ou em blocos

Inbox

Para receber seus documentos e alertas num layout clean.

Visão da inbox

Folders

Navegando pelas pastas e trabalhando com documentos.

Pastas e documentos

 

Pesquisa

Tela de pesquisa e como os resultados são apresentados.

Tela de pesquisa

WebIntelligence

Abrindo um documento WebI e a cara do novo layout.

Layout WebI

Mostrando como um trabalhar com um documento WebIntelligence. As opções de exportação e a nova cara do produto.

Trabalhando um documento WebIntelligence

Interagindo com os documentos. Essa tela dá a visão de como será a interatividade com os documentos.

WebIntelligence Interação

E por fim, essa tela mostra que o layout está bem próximo do BOC ou o Lumira 2.0

WebIntelligence BOC

Acredito que isso seja o suficiente para verem um pouco mais das novidades. Não quero deixar esse post muito extenso, mas espero que tenha sido interessante para vocês. A idéia é fornecer o máximo possível de informações para vocês conseguirem tomar a decisão de migrarem sabendo dos potenciais ganhos do SP04.

Pretendo ao longo dessa semana publicar mais algumas informações sobre o SP04 e também sobre o Lumira 2.0. Espero que tenham gostado e assinem a newsletter para receberem em primeira mão os novos posts. Feedbacks são sempre bem vindos.

 

 

Data Warehouse – DW

Star Schema

Todos nós sabemos que os bancos de dados são de vital importância para as empresas e também estamos cientes de que sempre foi difícil analisar os dados neles existentes. Tudo isso porque geralmente as grandes empresas detém um volume enorme de dados e esses estão em diversos sistemas diferentes espalhados por ela. Não conseguíamos buscar informações que permitissem tomarmos decisões embasadas num histórico dos dados.

Em cima desse histórico podemos identificar tendências e posicionar a empresa estrategicamente para ser mais competitiva e consequentemente maximizar os lucros diminuindo o índice de erros na tomada de decisão.

Pensando nisso, introduziu-se um novo conceito no mercado, o Data Warehouse (DW). Esse consiste em organizar os dados corporativos de maneira integrada, com uma única versão da verdade, histórico, variável com o tempo e gerando uma única fonte de dados, que será usada para abastecer os Data Marts (DM). Isso permite aos gerentes e diretores das empresas tomarem decisões embasadas em fatos concretos e não em intuições, cruzando informações de diversas fontes. Isso agiliza a tomada de decisão e diminui os erros. Tudo isso num banco de dados paralelo aos sistemas operacionais da empresa.

Segundo a Aspect International Consulting, 1997), cerca de 88% dos diretores admitem que dedicam quase 75% do tempo às tomadas de decisão apoiadas em análises subjetivas, menosprezando o fato de que por volta de 100% deles tem acesso a computadores. Atualmente esse número deve ter diminuído, porque existem muitos Data Warehouses sendo utilizados.

Para organizar os dados, são necessários novos métodos de armazenamento, estruturação e novas tecnologias para a geração e recuperação dessas informações. Essas tecnologias já estão bem difundidas oferecendo muitas opções de ferramentas para conseguirmos cumprir todas essas etapas.

Essas tecnologias diferem dos padrões operacionais de sistemas de banco de dados em três maneiras:

Dispõem de habilidade para extrair, tratar e agregar dados de múltiplos sistemas operacionais em data marts ou data warehouses separados;
Armazenam dados frequentemente em formato de cubo (OLAP) multi-dimensional permitindo rápida agregação de dados e detalhamento das análises (drilldown, drill trought e etc.);
Disponibilizam visualizações informativas, pesquisando, reportando e modelando capacidades que vão além dos padrões de sistemas operacionais frequentemente oferecidos;
As ferramentas de acesso aos DM´s, são fáceis de serem usadas, permitindo a quem não conhece tecnologia a fundo, buscar suas informações;

Conhecer mais sobre essas tecnologias permitirá aos administradores descobrir novas maneiras de diferenciar sua empresa numa economia globalizada, deixando-os mais seguros para definirem as metas e adotarem diferentes estratégias em sua organização, conseguindo assim visualizarem antes de seus concorrentes novos mercados e oportunidades atuando de maneiras diferentes conforme o perfil de seus consumidores.